Controle de Bugs – Parte 1: MantisBT

On 6 de novembro de 2014 by Johnnatan Messias

Introdução
MantisBT LogoDesenvolver softwares robustos requer todo o conhecimento dos desenvolvedores e o cumprimento dos prazos necessários para alcançar a conclusão do projeto. Claro, ainda, torna-se necessário todas as práticas de Engenharia de Software para agilizar e organizar o desenvolvimento do projeto. Senso assim, utilizar ferramentas que beneficiem a organização e controle de versões é de extrema importância. Todo software implementado possui bugs, defeitos e imperfeições nos códigos, de modo a causa algum dano ao produto desenvolvido podendo ser identificados pela equipe de desenvolvimento ou até mesmo pelo próprio usuário.

Pensando nisso, o Laboratório iMobilis está estudando as ferramentas de controle de bugs: MantisBT e Bugzilla. A primeira ferramenta explicaremos nesse post e a segunda num futuro post.

MantisBT: O que é?

Mantis Bug Tracking é uma ferramenta WEB open source, desenvolvida em PHP, customizável e totalmente balanceada entre simplicidade e desempenho para controle de bugs. Essa ferramenta suporta muitos sistemas de banco de dados, são eles:  MySQL, MS SQL, PostgreSQL e DB2.

O Mantis pode ser executado em qualquer servidor, que tenha suporte PHP, rodando Windows, Linux, OS/2, Mac OS X e uma variedade de sistemas operacionais executando Unix.

Possui as seguintes características:

  • Experiência do usuário bem simples, possuindo, portanto, uma interface totalmente simples
  • Suporte para Projetos, Sub-Projetos e Categorias
  • Usuários podem ter diferentes níveis de acesso por projeto
  • Busca e Filtro para os resultados
  • Sistema de reporte com gráficos e logs
  • Notificação por e-mail
  • Usuários podem monitorar bugs específicos
  • Habilidade de enviar mensagens para os demais usuários de um bug específico
  • Projeto Público ou Privado Public, isto é, público quando o projeto é acessível para todos os usuários e privado quando somente ao usuários específico adicionado
  • Access de grupo: As ações podem ser aplicadas a múltiplos bugs
  • Compatibilidade com o Eclipse
  • Possiblidade de instalação de plugins
  • Demais características podem ser encontradas aqui

Instalação:

Para instalar o MantisBT será necessário o servidor atender os seguintes requisitos descritos na tabela abaixo.

Categoria Pacote Mínima Versão Recomendada Comments
RDBMS MySQL 4.1.x 5.0.x ou superior Extensão PHP: mysql/mysqli
PostgreSQL 7.0 8.0 ou superior Extensão PHP: pgsql
IBM DB2 Extensão PHP: ibm-db2
MS SQL Server 2005 2005 ou superior Extensão PHP: mssql or sqlsrv
Oracle 8i 11gR2 Extensão PHP: oci8
Web Server Apache 1.3.x 2.2.x  –
lighttpd 1.4.x 1.4.x  –
IIS 6.0 6.0  –
PHP PHP 5.1.x 5.2.x ou superior

 

Para realizar a instalação do MantisBT, vamos considerar o PHP, MySQL e Apache 2 devidamente instalados. Caso seja necessário realizar a instalação dessas ferramentas as devidas informações poderão ser encontradas aqui.

Considerando todos os requisitos será necessário, agora, baixar a versão mais recente do MantisBT (aqui). Nesse post vamos considerar a versão MantisBT 1.2.17 que no dia em que o post foi elaborada era a versão mais recente.

Agora, após o download, será necessário descompactar o arquivo baixado. No caso desse exemplo foi o arquivo mantisbt-1.2.17.tar.gz.

Para descompactar esse arquivo basta executar o comando via Terminal:

[sourcecode language=”bash” collapse=”false”]
tar -xvf  mantisbt-1.2.17.tar.gz 
[/sourcecode]

Após a descompactação será necessário, de preferencia, renomear o diretório mantisbt-1.2.17 para mantis, para a realização dessa etapa será necessário utilizar o comando via Terminal:

[sourcecode language=”bash” collapse=”false”]
mv mantisbt-1.2.17 mantis
[/sourcecode]

Agora será necessário mover o diretório mantis para o diretório visível pelo Apache na WEB. Geralmente é o diretório /var/www/

Para isso será necessário executar o comando via Terminal, utilizando o modo sudo:

[sourcecode language=”bash” collapse=”false”]
sudo mv mantis /var/www/
[/sourcecode]

Feito isso, basta acessar a url: http://localhost:80/mantis e a página de instalação e configuração do MantisBT será carregada no browser.

Obs.: Caso apareça uma página dizendo que você não tem acesso ao diretório pode ser um problema de permissão de usuário  do Linux. Nesse caso será necessário executar o seguinte comando via Terminal para dar permissão de acesso ao diretório do MantisBT.

[sourcecode language=”bash” collapse=”false”]
sudo chmod 755 /var/www/mantis
[/sourcecode]

Nessa página será necessário preencher alguns campos como:

  • Type of Database: Nesse campo será necessário selecionar o tipo do Bando de Dados, nesse exemplo estamos utilizando o MySQL.
  • Hostname (for Database Server): Aqui será necessário incluir o IP do servidor do banco de dados, nesse caso como o servidor é o próprio computador então basta incluirmos localhost
  • Username (for Database): Usuário do banco de dados. Esse é o usuário com permissões para criar tabelas, bancos e com permissão para executar seleção, remoção, atualização e inserção no banco.
  • Password (for Database): Senha do usuário definida no banco de dados
  • Database name (for Database): Aqui podemos deixar o default onde será criado um banco com o nome bugtracker
  • Admin Username (to create Database if required): Aqui é necessário incluir o usuário com poderes administrativo do banco.
  • Admin Password (to create Database if required): Senha do usuário com poderes administrativos

Em seguida basta clicar no botão Install/Upgrade Database para prosseguir com a instalação.

Se todos os testes estiverem marcados como Good significa que que o MantisBT foi devidamente instalado e poderá clicar em Continue para seguir para a tela de Login.

Obs.: O usuário administrador padrazo para o login é:

  • Username: administrator
  • Password: root

Tela Login Mantis

Após logar no MantisBT será necessário trocar a senha e ainda remover o diretório Administrador do servidor. Isso evita que qualquer usuário mal intencionado reconfigure sem a sua permissão as configurações do MantisBT.

Para remover o diretório Admin basta executar o seguinte comando via Terminal:

[sourcecode language=”bash” collapse=”false”]
sudo rm -r /var/www/mantis/admin
[/sourcecode]

Conclusão:

Escolher uma ferramenta para controle de bugs é extremamente importante uma fez que a equipe poderá se organizar melhor para a correção desses bugs, ainda poderá obter logs dos bugs e informações gráficas da quantidade de bugs reportados e corrigidos. Essa é uma boa prática no desenvolvimento para reportar e corrigir bugs, sendo muito importante para o andamento do projeto e para a consistência do sistema.

Agora o MantisBT está pronto para ser utilizado pela sua equipe de desenvolvimento.

Link para acesso do MantisBT: http://localhost:80/mantis

Referências

1- Bug Tracking System on Wikipedia (link)
2- Popular Bug Tracking software on Software testing Help (link)
3- MantisBT (link)
4- Bugzilla (link)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.